Entrevista com Denny Seiwel, baterista do Wings

Ele é o baterista da formação original do Wings, gravando clássicos como My Love, e antes disso já havia participado do álbum RAM com Paul McCartney. Só isso já daria à Denny Seiwell um currículo invejável na música, mas não acaba aí: ele também foi baterista convidado por Billy Joel, James Brown, Liza Minelli e Janis Joplin. Uma geração de gravações e sucessos, e concedeu um espaço para um bate-papo com o site Wings Over Brazil. Falamos aqui sobre o show beneficente à Henry McCullough, relançamentos dos álbums do Wings, o amor de Denny pelo Brasil e a vontade de tocar aqui, entre outras coisas. Leia a entrevista na íntegra abaixo.

Denny Seiwell, baterista do WIngs

Denny Seiwell, da formação original

WOB: Olá Denny, gostaria de saber o que você pensa sobre os fatos recentes envolvendo o Wings. A família e os amigos de Henry (McCullough) estão preparando um show beneficente para ajudar em seu tratamento. Devo admitir que comecei a pensar na possibilidade de ver você, Denny Laine e Paul no palco juntos novamente. Isso é algo possível? Não exatamente uma reunião do Wings, mas algo como “Ei, eles eram parte do Wings e agora estão tocando essa música do Elvis juntos!”. Você acha que um dia isso vai acontecer?

DS: Eu não tenho conhecimento do que está sendo planejado para o show em benefício do Henry e duvido que os membros remanescentes do Wings vão tocar juntos, mesmo que num show para ajudar no tratamento do Henry. Mas nunca se sabe…

WOB: Parece que esse é o momento de turnês de reunião de várias bandas. O que você pensa sobre isso? É algo relevante ou o que aconteceu no passadado deve ficar por lá?

DS: Eu acho que não…eu conversei com Paul sobre uma reunião do Wings pouco depois da morte de Linda, e ele estava disposto à isso no momento, mas depois de pensar ele disse “fazer uma reunião do Wings sem a Linda seria como reunir os Beatles sem o John”…eu tenho quase certeza de que ele ainda pensa dessa maneira.

Denny e Paul gravando percurssão do álbum RAM

Denny e Paul gravando percurssão do álbum RAM

WOB: Bem, de certa forma eu concordo com você e Paul. Agora falando sobre os álbuns, Red Rose Speedway  não teve aquele modelo de gravação de apenas um take do Wild Life, mas ainda soa como um álbum simples e ótimo, é um dos meus favoritos. Enquanto gravava o RAM você disse uma vez que sentiu que era um ótimo álbum e que suas músicas seriam escutadas mesmo após 50 anos do lançamento. Quais foram suas impressões enquanto gravava o Red Rose Speedway?

DS: Enquanto gravávamos o Red Rose Speedway, era pra ser um álbum duplo, e o material era ótimo, mas não tão bom quanto o RAM na minha opinião, e a banda se tornou melhor após ter algum tempo para a turnê, etc…era um ótimo álbum, mas faltou algo especial que o RAM teve. Nós também usamos Glyn Johns (produtor musical) em algumas de nossas músicas do Red Rose Speedway, o que foi realmente bom. Infelizmente ele não pode produzir todas as faixas, eu adorava sua produção. Eu não sabia que o Wings seria tão grande como nós fomos naquele período da história musical.

WOB: Glyn Johns é apenas um dos ótimos produtores com quem você trabalhou durante sua carreira, você provavelmente aprendeu muito sobre produção musical também. Isso ajudou nos seus outros projetos?

DS: Glyn conseguia tirar um dos melhores sons da bateria que eu já escutei, e sim, eu aprendi muito das técnicas de produção, mas Paul me ensinou mais do que qualquer outro produtor com quem trabalhei, e alguns eram realmente ótimos…como Andrew Oldham, Leon Russell, Richard Perry, Phil Ramone, Brooks Arthur, Desmond Childs e vários outros

WOB: Paul McCartney está relançando seus álbuns pós-Beatles, inclusive os do Wings. Você está envolvido com esse processo? Tem algum material do Wings que pretende lançar um dia?

DS: Não estou envolvido com os lançamentos dos álbuns do Paul, mas de qualquer forma eu dei algumas entrevistas sobre o relanaçamento do RAM. E também não tenho coisas raras que eu possa lançar, mesmo que tivesse precisaria da permissão do Paul de qualquer forma.

WOB:  Seria ótimo poder assistir mais gravações de shows, existem algumas não-oficiais com boa qualidade mas que não tem imagem, só audio. Ainda sobre bootlegs, você baixa alguns deles secretamente?

DS: De vez em quando algum fã me envia uma cópia de bootleg de um show de nossas turnês, mas é apenas isso. Não faço download de bootlegs, mas o Facebook tem trechos em todo lugar.

WOB:  E por falar em fãs, quando Paul tocou em São Paulo pela última vez, em 2010, ele disse que estava surpreso como os fãs do Brasil (e América do Sul) respondiam às músicas do Wings. Você teve a chance de visitar a América do Sul ou pretende fazer isso?

DS: Eu iria AMAR ir ao Brasil novamente…eu estive ai em 1963 com a banda do exército Navy Band…estive em Salvador, Bahia, Recife, Rio, Porto Alegre …e são algumas das minhas melhores lembranças. A música absolutamente influenciou minha maneria de tocar bateria. Eu sou conhecido como um baterista especializado em música brasileira e se você disser aos fãs para visitarem meu website eles podem comprar o CD do meu trio Denny Seiwell Trio, chamado “Reckless Abandon”, nós fazemos músicas com um pouco de influência de bossa e samba. Eu toquei com Astrud Gilberto em 1970 pouco antes de conhecer o Paul, e a música brasileira sempre foi parte de mim. Eu largaria tudo para ir ao Brasil tocar música…

WOB: Eu ficaria feliz em poder ajuda-lo a fazer as malas para tocar aqui novamente, e até isso acontecer conte-nos mais sobre o Denny Seiwell Trio e seus planos pra 2013. 

DS: O trio é formado por Joe Bagg no órgão, John Chiodini na guitarra e eu..nós temos uma página no Facebook (https://www.facebook.com/DennySeiwellTrio ),e o primeiro CD está disponível no iTunes. Nós vamos começar o 2º CD em breve. Nós pensamos que seria uma boa idéia usar algumas das músicas de Paul McCartney já que sou conhecido como seu baterista, então fizemos nossa versão de Coming Up, Dear Friend, Bib Bop, Loup e Every Night no CD Reckless Abandon. Se você buscar no youtube por “Denny Seiwell Trio Live at Vitello’s” você poderá ver 4 ou 5 vídeos da banda tocando ao vivo.  Aprecie!

WOB: Obrigado pela entrevista, desejo sucesso nos seus projetos!

DS: Disponha, eu agradeço o contato, até mais!

Clique na imagem para comprar o CD Reckeless Abandon

Clique na imagem para comprar o CD Reckeless Abandon

Assista a apresentação do Denny Seiwell Trio tocando Coming Up:

Para mais informações acesse o site oficial de Denny Seiwell

Entrevista por: Adriano Nunes

Agradecimento: Music Inq

Uma resposta para “Entrevista com Denny Seiwel, baterista do Wings

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s